11 de fevereiro de 2021

Ponta Verde ganha padaria moderna com atendimento de antigamente

Fornadas a cada 15 minutos e pães exclusivos são diferenciais da Juliette a padaria

Quem passa pela Travessa Antônio Maciel de Oliveira, na Ponta Verde, se encanta com a beleza da nova padaria do bairro, a Juliette. Uma padaria pequena, cheia de charme e com um pão francês quentinho, que sai em fornadas a qualquer hora do dia.
A arquitetura moderna e funcional abriga um mix de pães, doces e salgados cheios de texturas, aromas e sabores. Um convite para provar ali mesmo, na varanda, com um bom café, ou levar para casa e degustar com a família.
Do forno saem pães tradicionais como manteiguinha, brioche, sovado e o sírio. Além da baguete e dos pães de leite, de abóbora, aveia e cebola. Entre os de massa com fermentação natural, o destaque é para o ciabatta de azeitonas. Feito com uma seleção especial de azeitonas, regado com muito azeite e fermentado por 48 horas, ele fica perfeito com antepastos como sardela e caponata, também disponíveis na Juliette. O italiano, a focaccia e o ciabatta tradicional completam a lista dos pães de fermentação natural.

Na vitrine, as atrações são os doces, tortas, bolos e biscoitos. Entre os mais desejados estão as famosas carolinas, nas versões doce de leite, morango e chocolate. Seguidas pelos biscoitos Ofélia, nas versões tradicional e com goiabada, além dos rocamboles de doce de leite, chocolate e goiabada.
Todos os produtos são de fabricação própria e as receitas levam a assinatura do padeiro da casa, que responde pelo nome de Zé Octávio e acumula também a função de empreendedor. Bisneto de padeiro, o jovem de 26 anos herdou a paixão pelo alimento que é o mais presente na mesa dos brasileiros e resolveu estudar os segredos de como fazer um bom pão. Engenheiro Civil com MBA em Marketing pela ESPM, foi em busca de grandes chefs padeiros e conheceu por dentro muitas padarias, no Brasil e no exterior, para chegar ao seu próprio conceito de padaria.
“Meu bisavô foi um dos donos da antiga padaria Leão Branco, lá no centro da cidade. Cresci ouvindo histórias sobre ele. Em dado momento senti vontade de trazer de volta aquela antiga padaria de bairro, onde as pessoas iam todos os dias comprar o pão e o leite”, conta Zé Octávio, que buscou inspiração nos antepassados também para a escolha do nome Juliette. “Tenho duas Julietas muito queridas na minha família e foi pensando em oferecer a mesma atenção que entregavam a todos que se aproximavam delas que eu resolvi fazer essa homenagem”, completou.
Foi em um cenário desafiador, em que muitas empresas fecharam as suas portas em função do avanço do coronavírus, que a primeira unidade da Juliette foi inaugurada em Maceió, no Condomínio Jardim do Horto. A ideia se consolidou e em menos de um ano já são duas unidades, com previsão de inauguração da terceira para março de 2021.
A Juliette surge na contramão das últimas tendências, que transformaram as padarias em conveniências, onde vende-se de tudo, até pão, resgatando o modelo tradicional. Uma loja pequena, do bairro, onde as pessoas chegam a pé, sem cerimônia. O produto principal é o pão francês, sempre quentinho e com fornadas a qualquer hora do dia.
“Nos últimos tempos a padaria virou conveniência e muitas nem fazem o pão que vendem. Isso me incomodava e então achei que seria interessante investir nessa relação de vínculo entre consumidor e padaria. Na Juliette eu sou o padeiro, como antigamente. Queremos ser a padaria do bairro, um lugar que faz e vende o próprio pão.”
Inspiração familiar, arquitetura e tecnologia modernas e um jeito antigo de fazer pão e atender a todos como velhos amigos. Assim é a Juliette, a padaria do bairro.

SERVIÇO:
Juliette A Padaria
Galeria 7 – Travessa Antônio Maciel de Oliveira, 106, Ponta Verde.
Funcionamento: todos os dias das 6h20 às 20h.
Contatos: (82) 99144-3163 (WhatsApp) e (82) 3028-5717.
@julietteapadaria

Por assessoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *